Dr. Lísias Nogueira Castilho - Urologista | Fone: (19)32540225 / 3112-4600

Dra. Silvia Diez Castilho - Pediatra | Fone: (19)25136091

Artigos

Depressão e ansiedade no Brasil

 Ambas as doenças, ansiedade e depressão, acometem mais mulheres do que homens, tanto no Brasil, como em outros países. No total, a OMS estima que haja 264 milhões de pessoas com transtorno  de ansiedade e cerca de 322 milhões de pessoas com depressão no mundo. O número de indivíduos depressivos que se suicidam por ano é da ordem de 800 mil casos. 

Contribuem para esse cenário, no Brasil, a situação econômica muito ruim, a corrupção desenfreada, a desigualdade social, o desemprego, a violência urbana e a falta de esperança da população. 

O fato de haver mais mulheres do que homens com ambos os problemas, ansiedade e depressão, não pode ser inteiramente explicado, mas contribuem para essa diferença os ciclos hormonais da mulher, a menopausa, a opressão da mulher pelo machismo, ainda muito prevalente, e outros fatores biológicos e culturais.

O tratamento da ansiedade e da depressão, que são doenças diferentes, mas que podem coexistir na mesma pessoa, é feito pelo especialista – o psiquiatra, eventualmente com a ajuda de outros profissionais, como o psicanalista, o terapeuta ocupacional, o nutricionista e o preparador físico. Ainda que, de modo geral, essas doenças sejam consideradas incuráveis, o resultado do tratamento é altamente satisfatório, promovendo a redução dos sintomas e melhorando significativamente a qualidade de vida do indivíduo e de sua família. Além de reduzir a possibilidade de suicídio.

Imprimir Email

0
0
0
s2sdefault