Dr. Lísias Nogueira Castilho - Urologista | Fone: (19)32540225 / 3112-4600

Dra. Silvia Diez Castilho - Pediatra | Fone: (19)25136091

Artigos

Dois grandes problemas de saúde no Brasil

O sobrepeso (gordinhos, gordos e gordões) já acomete mais de 50% da população adulta e cerca de um terço das crianças. É um problema crescente nas últimas duas décadas, que coincide com a redução da pobreza e a melhor distribuição de renda. Acontece também na China, na Índia, na Rússia e nos Estados Unidos. Nos Estados Unidos o problema é muito maior do que aqui. Com dinheiro na mão, nosso povo não sabe comprar alimentos de qualidade. Precisa ser instruído, por meio de campanhas maciças, a alimentar-se corretamente. Nas escolas, nas igrejas, nos postos de saúde e na mídia deveria haver uma campanha permanente de instrução para que a alimentação saudável substituísse pouco a pouco a dieta baseada em farináceos e refrigerantes, que boa parte do povo consome rotineiramente. O sobrepeso está associado com acidentes vasculares, diabetes, artrose, hipertensão e câncer. 

O hábito de fumar ainda está muito arraigado em nosso meio. O tabagismo leva a diversas formas de câncer, mas também a osteoporose, enfisema pulmonar, acidentes vasculares, problemas digestivos, deterioração precoce dos dentes e desnutrição. As medidas educativas são ainda tímidas e o Estado tem feito pouco, além de aumentar os impostos da indústria do tabaco. A venda de cigarros e outros fumos é livre, fácil, abundante. A propaganda da indústria do tabaco é contínua, sutil, dissimulada e muito eficaz. Os cigarros contrabandeados para o Brasil são fáceis de serem encontrados e muito baratos. Nossa Polícia Federal não consegue conter esse contrabando maciço, que vem do Paraguai por rotas conhecidas e mal fiscalizadas.

Se o Estado brasileiro, de mãos dadas com a sociedade civil, investisse suas forças e seus recursos no combate ao tabagismo e à obesidade, resolveríamos nossos problemas de caixa na área da Saúde em poucos anos.

Imprimir Email

0
0
0
s2sdefault